Home Queimadas O que esta acontecendo na Amazônia? Entenda a verdade

O que esta acontecendo na Amazônia? Entenda a verdade

O que realmente está acontecendo com a Amazônia? “Nossa” floresta se tornou notícia mundial, entenda aqui o que está acontecendo, quais são as origens da queima da Amazônia?

Resultado de imagem para queimadas amazônia

Mais de 20 milhões de pessoas assistiram ao vídeo da queima em Rondônia que ajudou a espalhar a hashtag da Amazônia pelo mundo. , na última quarta-feira, 21 de agosto de 2019 devido à queima na Amazônia. Sim, enfrentamos a pior onda de incêndios na Amazônia nos últimos sete anos. Mas o que está causando esses incêndios? Eles são criminosos ou esses incêndios são naturais para a época do ano? E qual é a verdadeira importância da Amazônia para nós é o que eles realmente falam?

vamos lá.
Assim que as pessoas perceberam que a Amazônia estava queimando. O tópico foi diretamente para os tópicos de tendência dos tópicos mais comentados. As celebridades falaram. Cristiano Ronaldo Madonna Leonardo DiCaprio É importante esclarecer que essas fotos “compartilhadas” e publicadas por “celebridades” são de queimaduras de outros anos, não de 2019.

Imagem relacionada

Uma foto (5) de 1989 para ilustrar que “a Amazônia está em chamas”.

Até o que havia mais eram as pessoas que compartilhavam fotos que não tinham nada a ver com o negócio (até Giraffe apareceu na Amazônia, hehe). Mas é sempre assim que quando algo assim se torna viral, sempre vem com informações erradas e é por isso que estou aqui para explicar bem as coisas, para que você entenda primeiro aonde está indo. Esses incêndios e tudo na Amazônia? Não, não e não! Aliás, muitas pessoas confundem a Amazônia e a Amazônia é o estado brasileiro da região Norte e a Amazônia é uma floresta que tem mais na região norte do Brasil, mas também ocupa territórios de outros países.

Imagem relacionada

Mas o retorno aos incêndios não está acontecendo exclusivamente aqui no Brasil, esses incêndios também estão olhando para vários outros países da América do Sul, como a Argentina. Paraguai e Bolívia. E mesmo aqui, no Brasil, não é só a selva amazônica que está perdendo. Outros estados como Mato Grosso, São Paulo e Paraná também apresentam surtos de incêndio. Depois, há incêndios em vários tipos de vegetação e no Pantanal Fechado e na Mata Atlântica. Não apenas no Brasil, não apenas na Amazônia. Agora que você sabe onde isso acontece, é hora de explicar as causas dessas queimaduras na Amazônia.

Algumas pessoas como o próprio ministro do Meio Ambiente Ricardo Sales estão falando que essas queimadas são comuns nessa época do ano por causa do tempo seco. Isso claro que é verdade, mas é uma meia verdade sim o tempo seco do inverno contribui muito para que o fogo se espalhe. Porém isso não quer dizer que a Amazônia fica seca ao ponto de incêndios começarem de forma espontânea.

Resultado de imagem para Ricardo Salles queimadas

Se você estivesse falando sobre o Cerrado, que é muito mais seco, isso poderia acontecer com alguma facilidade, mas na Amazônia é praticamente impossível porque pode haver uma tempestade e um raio que caem no meio da floresta, causando um incêndio. Isso é possível. Claro que sim. Mas seria um evento isolado. Em resumo, podemos assumir que de cada 100 incêndios florestais que ocorrem na Amazônia, 99 deles foram causados pelo homem.

Resultado de imagem para incêndios criminosos

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial do INPE, entre agosto de 2008 e julho de 2019, tivemos um aumento de 50% nos alertas de desmatamento. Esses avisos coincidem com o prometido Dia do Fogo (sim, aconteceu) organizado por agricultores no sul do Pará, que, segundo ele, serviu para mostrar o trabalho do presidente Bolsonaro. De fato, o próprio ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, depois de sobrevoar as áreas afetadas pelas queimadas no Mato Grosso, declarou que os incêndios que ele observou eram de origem criminosa.
O próprio ministro falou origem criminosa “aqui na cidade claramente no perímetro urbano. Fogo colocado proposital” mas porque estão queimando as nossas florestas. Meu Deus?

Bem, antes de mais nada.
O Código Florestal libera queimadas em algumas situações. Então existem lugares onde você pode queimar legalmente mas a pessoa precisa ir sempre antes no órgão ambiental dizendo quando e onde pretende fazer essa queimada para conseguir uma autorização. Os incêndios que são causados pelo homem tem dois objetivos diferentes um é usado para limpar a área depois da colheita ou seja preparar o solo novamente para um novo plantio. O outro é usado para desmatar uma área e segundo é feito da seguinte forma primeiro cortam se as árvores de um local normalmente com o que é chamado de curral então dois tratores interligados por uma imensa corrente vão andando e derrubando as árvores.

Resultado de imagem para correntão, tratores

Essa floresta que foi derrubada ficou o tempo lá no chão secando geralmente adentrando a estação de secas pois só assim a vegetação perde uma idade suficiente para que seja possível colocar fogo nela. Só depois que toda a vegetação foi queimada é possível plantar o capim que os gados irão comer.
O problema é que esse fogo das florestas já derrubadas muitas vezes escapa para áreas não desmatadas caso esteja seco suficiente acaba queimando também florestas que estão de pé. Esse é o principal tipo de queimadas na amazônia que estamos vendo.

Então pelo que tudo indica a maior parte do desmatamento está vindo de incêndios criminosos só que esse desmatamento no Brasil não é uma novidade não é algo novo além de não desmatamento sempre foram um problema grande por aqui. Estima se que 17 por cento da floresta amazônica desapareceu nos últimos 50 anos. Só que o assunto pegou fogo. De uns tempos pra cá, Depois que vários estudos do Inpe Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais foram divulgados e passaram a ser noticiados pela imprensa varreu toda essa questão começou de verdade por causa dessa notícia abaixo:

Em junho de 2019 foram desmatados 920,4 quilômetros quadrados de florestas na Amazônia um desmatamento equivalente a mais que o dobro da área da cidade de Curitiba capital do Paraná. E tudo isso em apenas, 30 dias.
Mas também é importante dizer que o próprio Inpe aconselha a não olhar essas estatísticas pegando apenas um mês porque como são alertas de desmatamento muitas vezes não deu tempo de checar se o desmatamento foi ilegal ou não. Mas isso não impede a gente de ver que esses dados mostram uma tendência que é das piores possíveis.

Resultado de imagem para dados mostram uma tendência de piora nas queimadas

Agora quem não curtiu muito esses dados foi o nosso presidente Jair Bolsonaro. Ele afirmou que tinha certeza que os dados eram mentirosos e insinuou que o diretor do Inpe era traidor e que podia estar trabalhando para alguma ONG ao divulgar esses dados. O diretor do Inpe na época o físico Ricardo Galvão rebateu essas críticas falando que o trabalho do instituto é sério que os dados eram sólidos.
Nós temos a maior série histórica de dados de desmatamento de florestas tropicais respeitada mundialmente.”

Resultado de imagem para físico Ricardo Galvão

O resultado. Ele foi exonerado do cargo de diretor do Inpe. Ou seja o ministro da Ciência Tecnologia ou astronauta Marcos Pontes tirou ele do cargo de diretor. Perceber porque isso aconteceu. Os dados do Inpe são de fato mentirosos seria Ricardo Galvão um charlatão e o Inpe Instituto meia boca? Bem o Ricardo Galvão é professor do Instituto de Física da USP e um dos membros mais respeitados da Academia Brasileira de Ciências tendo começado a sua carreira no Inpe em 1970.
Então não o Ricardo não é um charlatão mas a questão aqui não é nenhum porque o presidente aparentemente não tinha nada contra ele. Aliás ele não sabia nem mesmo o nome do diretor do Inpe saberia quem era.

A questão mais séria se analisar aqui gira em torno dos dados divulgados que o presidente falou que são mentirosos certo. Mas como saber se eles são reais ou não.?

Como se mede o desmatamento. Será que os técnicos do Inpe ficam andando dia e noite em nossas matas contabilizando a árvore por e marcando em seu bloquinho de notas da CUT.

Resultado de imagem para dados inpe

Não sei se muita gente sabe mas o Inpe é uma espécie de Nasa brasileira que monitora a Amazônia de diversas formas por satélite.

  1. A primeira consegue detectar o que eles chamam de corte raso que é quando a vegetação de uma região sumiu por completo.
  2. A segunda identifica desmatamentos quase em tempo real funcionando como um sistema de alerta que dá suporte à fiscalização do Ibama.
  3. O terceiro modo monitora o que aconteceu com a área desmatada.

Os dados desse monitoramento são utilizados para entender o motivo do desmatamento foi a agricultura pecuária de madeireira etc. Eles também têm um quarto modo que é chamado de Programa Terra Brasilis que junta os dados do primeiro e segundo programas para mostrar um panorama geral do desmatamento na Amazônia. E foi justamente daí que surgiu a informação que os alertas de desmatamento de junho de 2019 foram 88 por cento maiores que os de junho de 2018.

Os dados sobre desmatamento do mês de julho fossem ainda piores que o mês de junho foram registrados alertas de desmatamento em uma área de 2 mil 254,9 quilômetros quadrados.

Se a gente comparar com julho de 2018 quando foram 596,6 quilômetros quadrados temos um crescimento de 278 por cento 278 por cento.

E óbvio que o mundo se virou para o Brasil uma vez que a floresta amazônica é o nosso pulmão NÃO,

Não não é não é. Você aprendeu errado, não é.

A Amazônia produz sim uma quantidade absurda de oxigênio. Porém a própria floresta que abriga a maior biodiversidade do planeta consome todo esse oxigênio então sim produz muito oxigênio mas consome tudo.
O certo seria dizer que a Amazônia é o unificador do planeta a principal fonte de umidade da Amazônia é o Oceano Atlântico. Os ventos da região do equador empurram a umidade do oceano para dentro da floresta. As plantas não só usam essa umidade como devolvem cerca de 20 bilhões de toneladas de vapor de água por dia para a atmosfera. Isso cria um enormerio, mas eu não estou falando do rio Amazonas e sim de um rio feito de nuvens que corre por cima de toda a floresta amazônica. é assim que ela produz as chuvas que caem não só na floresta mas em várias outras regiões à sua volta.

Brasileiros agradeço muito a existência da Amazônia porque sem ela talvez você morasse num deserto. Eu não sei se você já reparou mas os desertos tendem a se formar em regiões de latitude média, Observe o deserto de Kalahari na áfrica ou Atacama no Chile ou o deserto da Austrália Saara.

Bem acho que já deu pra entender agora na América do Sul principalmente naquele quadrado ali São Paulo, Buenos Aires e os Andes. Na teoria essa região deveria ser um deserto. Nos outros continentes as regiões nessa latitude têm a tendência de serem áridas. Mas aqui isso não acontece porque a Amazônia se encarrega de levar umidade até esses locais através de seu rio flutuante de nuvens que funciona literalmente como um regadorr fazendo chover nesses lugares.

Resultado de imagem para mapa mundi físico

O problema é que um dos efeitos do aquecimento global é o aumento da temperatura dos oceanos como o Atlântico está cada vez mais quente parte da umidade que vinha do Equador começa a viajar para outros lugares ao invés de vir para a Amazônia.

Isso deixa a floresta mais seca e aí o desmatamento se torna um problema maior ainda porque é uma região da floresta que perde sua vegetação natural. Fica ainda mais vulnerável ao fogo. Então se você coloca uma pessoa incendiando uma parte da Amazônia e junta isso com a floresta mais vulnerável ao fogo.
O resultado é que esse fogo pode se espalhar ao ponto de sair de controle devastando uma região muito maior do que deveria. Então não é surpresa para ninguém que no ano que o desmatamento começou a disparar.

A Amazônia se tornou o principal palco de queimadas no país. De cada três incêndios registrados em agosto dois tinham rolado na Amazônia. Isso corresponde a 65 por cento das queimadas do país inteiro nesse período. Foi a primeira vez que isso aconteceu desde que a medição começou em 2003.

A agência espacial americana Nasa afirmou que 2019 é o pior ano de queimadas na Amazônia brasileira desde 2010. Isso ajuda a explicar o fato do Brasil estar passando pela pior onda de queimadas dos últimos sete anos. Os números realmente indicam um cenário bem assustador 2018. Por exemplo tivemos mais ou menos 40 mil queimadas entre 1 de janeiro e 23 de agosto desse ano foram mais de 78 mil

Isso é quase o dobro. Mas se você ainda não está convencido deixe te mostrar quais as dez cidades da Amazônia que registraram o maior índice de desmatamento são justamente as que tiveram agora mais focos de incêndio. Viu como uma coisa está conectada na outra. Então juntando todas essas informações o resultado é o que estamos vendo agora na Amazônia.

Resultado de imagem para reduzir os gases de efeito estufa

Como as árvores têm a capacidade de reduzir os gases de efeito estufa por causa da fotossíntese. A floresta amazônica precisa ser preservada a todo custo para não agravar ainda mais o aquecimento global. Mas o que está acontecendo é justamente o contrário ele está desaparecendo a cada dia e ao serem queimadas essas árvores estão mandando pra atmosfera ainda mais gás carbônico. Então tá vendo ao desmatar você ainda está jogando gases poluentes para a atmosfera. Isso intensifica o aquecimento global que vai fazer a gente tomar como a Amazônia é fundamental para regular a temperatura do planeta.

Isso se tornou um problema global. Mas se você é uma daquelas pessoas queridas muito legais e maravilhosas que acha que todo esse alarde desnecessário de que na prática isso não tem efeito nenhum na sua vida já que não irá afetar a economia do nosso país. De nenhuma forma eu me atrevo a dizer que você está muito enganado. Isso afeta sim e inclusive já está cobrando um preço bem salgado para o nosso país.
Vocês ouviram aí nos noticiários sobre o Fundo Amazônia ? então é um projeto internacional para combater o desmatamento na Amazônia e tem a Alemanha e Noruega como os principais financiadores. Pois bem a Noruega já bloqueou o repasse de 132,6 milhões ao Fundo Amazônia.

Imagem relacionada

A Alemanha também já anunciou que vai suspender 155 milhões em doações para o meio ambiente não vinculadas ao fundo. Esse bloqueio aconteceu porque a equipe do governo mudou de forma parcial a equipe de gerenciamento que administra esse fundo que administrava e o governo deixou isso acontecer justamente no momento em que estamos sem dinheiro já que o próprio governo afirma que um dos problemas na fiscalização dessas áreas é justamente, Grana.

Aliás é meio trágico que a principal queixa do Governo é que não existe dinheiro para fiscalizar a Amazônia ou preservar o meio ambiente de forma geral.

O que eles não falam é que existe uma iniciativa que funcionava assim: Uma empresa que recebeu uma multa ambiental poderia ter desconto na multa caso aplicasse dinheiro em programas ambientais. Mas aí o nosso ministro do Meio Ambiente Ricardo Sales cancelou o projeto dizendo que esse dinheiro não poderia ir para ONGs.

Então se está faltando dinheiro não faz muito sentido essas atitudes e o que agrava ainda mais a situação, né?

A resposta do nosso presidente a Alemanha foi que os alemães devem usar esse dinheiro para reflorestar o país que teoricamente precisaria mais disso do Brasil. Ele também postou um vídeo feito aqui falando que a Noruega é um país que mata baleias no Polo Norte e não tem nada para oferecer para o Brasil. é claro que eu também preciso informar que a Noruega é um dos únicos três países do mundo que ainda permite a caça às baleias e também é o principal acionista da mineradora, mas uma coisa não tem que influenciar na outra, ou tem?

Não faz muito tempo que foi assinado um acordo comercial enorme entre o Mercosul e a União Europeia que pode ser ótimo para o Brasil criando oportunidades comerciais gigantescas o que faria muito bem a nossa economia.

Imagem relacionada

Só que a sustentabilidade é um ponto muito importante do tratado. Isso não quer dizer que os outros países são super heróis do ambientalismo e a preocupação deles é cem por cento com o meio ambiente. Claro o ambiente é assim uma pauta importante hoje mas estamos falando de países. Ser sincero os países não têm amigos os países têm interesses. Pensei que um fazendeiro europeu não é contra o crescimento do Brasil porque tem um problema pessoal com a gente.

O lance é que esse cara é obrigado a respeitar as leis ambientais. Isso faz o custo do produto dele aumentar. Ele não quer competir com o produto brasileiro que acaba sendo mais barato que dele simplesmente porque é feito sem sustentabilidade nenhuma. Se você tivesse no lugar de fazendeiro você também não iria querer isso iria pressionar o governo do seu país para barrar esses produtos brasileiros.

Então entendo que a falta de sustentabilidade pode sim prejudicar muito o Brasil economicamente principalmente quando pensamos em produtos do agronegócio que é um dos pilares da nossa economia. Tentar esconder os dados sobre desmatamento ou dizer que eles são mentirosos não ajuda ninguém, tem  satélites do mundo inteiro monitorando a Amazônia.

E não me entenda mal o Brasil não tem leis ruins de preservação do meio ambiente não não elas são bem sólidas. O grande problema é que elas não são respeitadas e aplicadas. E esse é o grande problema.

E é claro, não podemos esquecer o fato do presidente ter tentado acabar com o Ministério do Meio Ambiente. Ele só recuou porque foi extremamente criticado. O governo que colocou um ruralista a favor da mineração em terras indígenas como o presidente da Funai Fundação Nacional do índio. Não vou me esquecer também que no mês de julho teve um recorde na liberação de agrotóxicos, mas tudo isso é assunto para outro tópico, pois é só a ponta do iceberg e tem muito assunto a ser discutido.

Imagem relacionada
O governo atual é parte do problema. Sim é verdade que nunca tivemos um governo cem por cento ambientalista mas isso nunca aconteceu. Você pega o governo do Fernando Henrique os primeiros anos do Lula. O desmatamento na Amazônia era muito alto por causa de uma expansão enorme que rolou na época com a pecuária e a produção de soja. Só que a partir de 2005 o desmatamento começou a cair porque foi aí que o Inpe começou a usar o programa Det que ajudou demais na fiscalização do Ibama. Aí depois de quedas em vários anos o desmatamento voltou a subir em 201no governo Temer (isso não é opinião e sim dados, viu?).

O Brasil tem uma boa política ambiental e a gente não pode regredir nesse aspecto. Precisamos continuar criando e incentivando leis que preservem o meio ambiente. Precisamos também fortalecer os órgãos ambientais mais. Além disso tudo é preciso que o governo fiscalize e fiscaliza o Governo porque se houvesse uma fiscalização efetiva por exemplo da Amazônia eu tenho certeza que não estaríamos passando por essa situação. E é isso que está acontecendo na Amazônia.

Resultado de imagem para amazonia chora

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: As noticias e dados são de fontes do governo, já as imagens, várias podem não ser de agora ou da amazônia, pois esta cheio de imagens “fake”.

Load More Related Articles
Load More In Queimadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja outra postagem

Os cabelos mais loucos que você vai ver hoje

O Crazy Hair Day é uma celebração que ocorre todos os anos em escolas e outras instituiçõe…